• Lucas Oliveira

INTRODUÇÃO À SD-WAN



SD-WAN PODE REDUZIR O CUSTO ASSOCIADO AOS LINKS

Atualmente a WAN corporativa é uma área rígida e complexa; com links privados e oferecendo banda dedicada, mas com um alto custo, seja em Capex ou Opex. Alternativas viáveis a esse cenário surgiram, mas ficaram restritas ao ambiente de DataCenter. SD-WAN veio para modificar a maneira que as redes das empresas se conectam, reduzindo custos e complexidade.

Em termos gerais, a tecnologia SD-WAN consiste de dois componentes principais: O “control-plane” e o “data-plane”. O control-plane se refere a controladora central, normalmente um componente de software que roda preferencialmente na nuvem ou em um servidor local. A controladora gerencia todas configurações dos devices remotos e oferece uma visão centralizada e unificada de toda a rede WAN. O data-plane consiste em todos os devices remoto instalado nos sites que irão manusear o trafego propriamente dito.


Agora pense sobre sua configuração de WAN atual. Você está usando links ADSL para sua conectividade de internet? ADSL não tem a mesma riqueza de configurações que um MPLS, mas, em geral, oferece muito mais disponibilidade de banda (velocidade).

O aumento da demanda por maiores bandas nos links (velocidade) trouxe uma nova tendência: Muitas empresas querem tirar vantagens das conexões de internet banda larga (ADSL), assim como dos links MPLS ou privados para suas aplicações de missão-crítica ou do trafego interno (troca de arquivos ou e-mails). Mas a adoção de diferentes tipos de links trouxe complexidades nas configurações e administração manual de cada roteador em cada localidade remota, e ainda não garantindo a estabilidade na performance das aplicações. Componentes como o Cisco Performance Routing (PfR), QOS e “dynamic multipoint VPN”adicionou mais níveis de complexidade na WAN.


O modelo de adicionar links backup para conectividade WAN, deixando esses links parados, esperando para serem usados, quando necessário, é um desperdício de dinheiro. E se, ao invés disso, você pudesse usar continuamente todos os links que foram contratados? Além disso, temos o problema do provisionamento dos roteadores remotos. Muitas vezes, as empresas, além de enviar o equipamento para esses locais, precisam alocar seus funcionários de TI para fazer a instalação e configuração in-loco. E se, ao invés disso, você apenas enviasse o equipamento para que qualquer funcionário local apenas conectasse os cabos no equipamento e já estivesse pronto para uso.


Com SD-WAN tudo muda você pode esperar uma dramática redução na complexidade, porque o software assume todo o trabalho de configuração. SD-WAN monitora constantemente todos os links e escolhe o melhor caminho disponível para determinada aplicação trafegar na WAN. Você apenas configura qual o tempo de reposta requerido para cada aplicação e o SD-WAN mede, por exemplo, o jitter, perda de pacotes, congestionamento, latência para determinar o melhor link a ser utilizado naquele instante.


Assim, SD-WAN pode reduzir o custo associado aos links, pois podemos utilizar links de internet (ADSL e até mesmo 4G/5G) na conectividade WAN, enquanto diminuímos, em alguns casos eliminando, os links MPLS.


A intervenção manual, ou constante monitoramento, que requer dedicação de um time completo de TI, é quase eliminada por completo, mais uma vez reduzindo custos, além de aumentar a performance e disponibilidade de suas aplicações. Com a Citrix NetScaler, você obtêm todas as vantagens de uma solução completa de SD-WAN.


Para saber mais, continue acompanhando nosso blog e fique por dentro de todas as novidades. Caso queira um material exclusivo de SD WAN, entre em contato conosco pelo email: [email protected] ou pelo telefone 11 97738-9000

Av. Dr. Chucri Zaidan, 1550 - Centro, São Paulo - SP, 04711-130

(11) 4327 0080 [email protected]

Assiste a nossa newsletter para ficar por dentro os nossos eventos, promoções e atualizações.